quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

SECRETÁRIO DE SAÚDE SAI DE CENA E, FINALMENTE, VAI TRABALHAR



Depois de um começo caótico e capenga, com diversos problemas gerados por falta de planejamento, a Saúde Pública de Eunápolis saiu da mídia, onde constantemente o secretário da pasta, Mário Gontijo, aparecia para fazer política.



Depois de cair a ficha de que não conseguiria ir muito longe com sua postura autoritária e utópica, menosprezando a imprensa, o secretário-professor se recolheu para fazer aquilo que deveria fazer desde que foi convidado pelo prefeito Neto Guerrieri para fazer parte do governo: trabalhar.

A saúde pública eunapolitana requer visão ampla do SUS, espírito abnegado, noção da realidade política local e regional, humildade do gestor da pasta, além da capacidade técnica para adminsitrar as demandas que não são poucas. 

A mudança de comportamento do secretário imposta pelo prefeito surtiu efeito. Agora dá pra entender o slogan do governo: Educar para transformar.


COERÊNCIA DE LÍDICE DA MATA E DO PSB (ENFIM!)

A senadora baiana Lídice da Mata (PSB) não apóia a candidatura do alagoano Renan Calheiros (PMDB) à presidência do Senado.

Renan já renunciou a presidência, em 2007, pressionado por denúncias de corrupção. Agora, quer voltar a presidir o Senado.

A rebeldia e coerência do PSB custará caro, pois não participará da Mesa Diretora do Senado no próximo biênio, porém, se bem explorada na mídia essa atitude, significará muitos votos em 2014. 

A Nota Oficial também assinada pelos senadores do PSB, Antônio Carlos Valadares (SE), João Capiberibe (PA) e Rodrigo Rollemberg (DF) divulgada pelo PSB em alguns trechos afirma que “a atuação do Congresso e do Senado tem deixado a desejar, e os cidadãos e cidadãs, com toda justeza, queixam-se da ineficiência, do desrespeito à ética, da falta de maior sintonia com as grandes aspirações da nação”. 

Lídice bate mais: ”Achamos que neste processo o nome de Renan complica mais ainda, porque há claramente denúncias e acusações que pesam sobre a candidatura dele. À medida que ele não se coloca como candidato, não se pode discutir isso abertamente”. 

O PSDB não teve a mesma coragem do PSB e subiu no muro. 

MIRO NA BAND FM


A terra mãe do Brasil já respira a novidade radiofônica: o polêmico  jornalista Miro Pautz (Blog do Zé Ninguém) deve estrear na rádio Band FM que amplia sua programação para Porto Seguro. Como a cidade até hoje é mono, ouvindo apenas a 88FM do ex-prefeito Ubaldino Jr, com a novidade no ar os ouvintes vão poder sintonizar outro nível de programa político.

Só está faltando o retorno de Roberta Caires ao microfone.. Quando será? 

AS MALAS SEM ALÇA DE JORGE PONTES

 O baixo nível dos comentários feitos por supostos protetores do prefeito de Cabrália, Jorge Pontes (que não precisa disso), explica porque a renovação no secretariado para o segundo mandato foi tão ampla, deixando muita gente chupando dedo.

Vai ver também que foi por isso mesmo que o prefeito não mandou nenhum representante oficial para lhe substituir na visita do governador a Porto Seguro. 

A propósito, Jorge informou via e-mail que está em Brasília, buscando recursos e obras para continuar melhorando a vida da população de Cabrália. E deve espalhar as novidades assim que chagar.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

A PRECIPITAÇÃO DOS AFOITOS



Esta semana o site BAHIA40GRAUS comentou a ausência do prefeito de Cabrália Jorge Pontes na visita do governador Jaques Wagner a Porto Seguro. Isso mexeu com alguns radicais afoitos que se acham protetores do alcaide.

Vieram com ofensas descabidas e precipitadas. Não é bem assim que a banda toca. Calma gente, quem sabia que Jorge estava em Brasília?

O prefeito, no entanto, pessoa de outra índole e postura, mandou um  comentário educado e esclarecedor, justificando sua ausência. Respeitou o veículo, o jornalista e entendeu que não tínhamos informação da sua viagem.

JORNALISTAS NA PENUMBRA

Os jornalistas da Comunicação da prefeitura de Porto Seguro não assinam - estranhamente - as matérias que produzem, nem os fotografos têm direito aos créditos da fotos. 



É coisa inédita. 

Curioso é que no chamado recente para credenciamento da imprensa para o carnaval está assinado e carimbado com o nome e posto da assinante.

Dá nisso trocar as bolas. Quem não devia aparecer aparece, quem produz é escondido para, talvez, não ofuscar  quem gosta de holofotes.


DANILO SUPRILAR REBATE POSTAGEM

O vereador Danilo Suprilar mostrou que, pelo menos, no trato com a imprensa não é nada disso que andam falando dele nos bastidores.

O sujeito é cordial, atencioso e diz que dá expediente a semana toda em seu gabinete, portanto, gosta de trabalhar.

O edil ligou para o bloga afirmando que nunca deu murro na mesa dentro da Câmara e muito menos o poder lhe subiu a cabeça.

Ele reconhece que tem falhas como todo ser humano, mas que tem pautado sua vida para servir ao povo, porque a política é uma paixão nata em sua vida.

Danilo disse não entender de onde partiram os comentários repercutidos aqui no blog, mas que vai continuar trabalhando pelo Baianão (nde teve a maioria dos mais de 1.200 votos) e todo o município.

O vereador fez questão de deixar claro que é um aliado fiel da prefeita Cláudia Oliveira, a quem passou a admirar o trabalho e personalidade. E ficou de nos conceder uma entrevista exclusiva para mostrar seus pensamentos e suas propostas de mandato.

ENXUGAR GELO NÃO RESOLVE



Vício do crack é irreversível em 90% dos casos

Apenas internar o dependente químico sem políticas arrojadas de prevenção ao uso do crack é como enxugar gelo.

O crack é um flagelo nacional, que contaminou todas as cidades brasileiras. Uma droga barata, que altera a consciência do usuário e cria dependência química imediata e irreversível em 90% dos casos.

Agora o país discute sobre internação compulsória dos dependentes de “crack” e deixa para segundo plano uma discussão que deveria ser permanente: a prevenção à dependência química em geral. 

Internar dependentes sem frear a demanda de usuários será como enxugar gelo.
            
Pais e jovens precisam tomar consciência de que o “crack” é uma droga brutalizante em que o viciado pode, por exemplo, matar um bebê ou a própria mãe. 
            
O trabaho preventivo deve ocupar o currículo escolar em todas as matérias. A discussão deve ganhar as famílias. Os jovens devem ter em pauta a consciência dos malefícios das drogas.

As escolas têm um papel fundamental nessa luta. E as famílias também. O investimento público na prevenção ao uso de crack precisa ser gigante, porque o inimigo também é gigante.

Geraldinho Alves

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

DEVAGAR COM O ANDOR QUE O SANTO É DE BARRO

O vereador Danilo Suprilar anda dando murro na mesa do seu gabinete na Câmara de Porto Seguro exigindo regalias que ele acha ser direito de um vereador.

E também anda falando pelos cotovelos da sua verdadeira intenção com o mandato que lhe foi outorgado pelo povo.

Não vai muito longe pensando desse jeito.

Precisa ir mais devagar com o andor porque o santo é de barro. A política é para servir ao povo, não para se servir dele. 

O joverm vereador ainda tem tempopara corrigir a rota, porque a fama quando ganha a boca do povo pra tirar demora. E a fama de que o poder subiu a cabeça do edil já corre pela cidade.

Geraldinho Alves


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

SOM RUIM ATRAPALHA VISITA DO COMANDANTE GERAL DA PM EM EUNÁPOLIS

O encontro do comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, com a sociedade organizada de Eunápolis, na segunda-feira (28) foi atrapalhado pela precariedade do som colocado na área de eventos do Hotel Oceania.

Uma hora depois do encontro em Eunápolis, a prefeitura de Itabela deu um show de organização no encontro do comandante com a sociedade local. 

NOVOS CARGOS, VELHOS NOMES


O prefeito de Eunápolis, Neto Guerrieri, está criando mais duas novas secretarias: Serviços Urbanos e a de Esportes e Lazer.

Para ocupar as pastas os nomes mais cotados são velhos conhecidos na política local: a ex-vereadora Carmem Lúcia e o empresário Davi Matos, respectivamente (foto).

O prefeito ainda não informou a população o qaunto vai custar a criação das novas secretarias, o custo beneficío delas e quantos cargos de confiança e efetivos foram criados nas novas pastas.

Para ser 100% mais transparente ainda Neto podia divulgar o nome de cada nomeado para mostrar que a transparência prometida não é da boca pra fora.

domingo, 27 de janeiro de 2013

O CASO LÚCIO PINTO É MAIS UMA ABERRAÇÃO CONTRA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NO BRASIL



Reconhecido no final do ano passado com o Prêmio Especial Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, entre as várias homenagens recebidas por seu trabalho nos últimos anos, o jornalista paraense Lúcio Flávio Pinto, que edita há 25 anos o Jornal Pessoal, foi novamente condenado pelo Judiciário paraense. 

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS


FONTE: Congresso em Foco 


sábado, 26 de janeiro de 2013

AGULHÃO MORREU NA PRAIA


Para o bem de todos que querem viver e ser feliz em Porto Seguro os idealizadores do Bloco do Agulhão trocaram o nome do dito cujo para Bloco Tô com Ela, encerrando a polêmica levantada de imediato pela oposição ao grupo político da prefeita Cláudia Oliveira.

O deboche iria manter em pauta uma passagem nada confortável da campanha de 2012 para a prefeita.

Cortar o mal pela raiz foi uma decisão sábia.


O FURO E A FURADA

O site Namídianews, de Porto Seguro, do multimídia Luzio, deu um furo e uma furada com a divulgação antecipada da programação do Carnaval da cidade.


O furo jornalístico se transformou numa furada, porque as pessoas que sabiam da programação dentro da prefeitura passaram a ficar visadas.

A programação era para ser anunciada em primeira mão pela prefeita Cláudia Oliveira, em cletiva de imprensa de preferência.

Mas não é um pecado mortal. Todos os veículos de comunicação, do menor ao maior, seja um blog ou a TV Bahia, querem sair na frente com informação em primeira mão.

O Namídianews disputa o ramo e os furos nas programações dos eventos com OXarope, mais regional e com mais quilometros rodados.

Fica a lição de jornalismo online: furo não pode virar furada pra não tirar a fonte de campo.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

O SISTEMA É BRUTO!


Servidor público quando brinca com fogo amigo sempre se queima


Não vai dar em outra coisa senão queimar a própria mão ou a a própria língua.

Tem servidor público municipal - em cargo de confiança - em Porto Seguro atirando pra dentro do quartel, talvez inconformado com o cargo recebido, talvez se achando o cara.

Casos desse tipo são comuns em governos, mas recomenda-se ao franco-atirador mais prudência e um olhar apurado para o próprio rabo, para as contas vencidas, para o que faz da vida.

Quem tem telhado de vidro deve saber em quem atira pedras.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

CARGOS NAS PREFEITURAS VIRAM UM NEGÓCIO DE FAMÍLIA


O nepotismo é febre nacional não apenas no interior da Bahia, como parece. E não começou agora, vem de muito tempo ao longo da história política do país.

É cultura vinda do Brasil-Colônia. 

Mas a prática do nepotismo deixou de ser crime e é permitida pela Súmula Vinculante 13, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Assim, em muitas cidades brasileiras, inclusive capitais, a escolha do secretariado municipal e de outros cargos de confiança das prefeituras virou um negócio de família. 

Muitos prefeitos (as) escolheram parentes e cônjuges para ocupar os mais importantes cargos. Além disso, o nepotismo cruzado também acontece em larga escala empregando parentes de vereadores nas prefeituras e de prefeitos nas Câmaras Municipais.  

JUSTIFICATIVAS
As principais justificativas apresentadas pelos gestores são: experiência, confiança e competência. Ninguém é escolhido por interesse pessoal, mas sempre por alguma qualidade "técnica profissional" ou de "caráter".

O que se vê, no entanto, salvo as exceções que existem, é a política virando, cada vez mais, um bom negócio de família, escancarado, nas prefeituras pelo país afora, com a cumplicidade silenciosa dos eleitores, é bom que se diga.

Geraldinho Alves

sábado, 19 de janeiro de 2013

NOVOS PREFEITOS BUSCAM UNIDADE REGIONAL



O território da Costa do Descobrimento, desmembrado do Extremo Sul da Bahia, é integrado por oito municípios: Belmonte, Cabrália, Itapebi, Porto Seguro, Eunápolis, Itagimirim, Itabela e Guaratinga.

Dos novos prefeitos que assumiram o mandato no começo deste mês, apenas o de Itagimirim, Rielson Lima (PMDB) está fora de sintonia com o governo estadual por continuar fiel ao ex-ministro Geddel.

Os demais integram partidos da base aliada do govovernador Jaques Wagner e anseiam deslanchar seus governos com obras e investimentos. 

Uma tendência que deve produzir bons resultados está sendo articulada entre eles: a unidade das gestões, com intercâmbio de experiências, discussão de problemas iniciais enfrentados e busca de soluções comuns a todos.

Um dos frutos desse entendimento pretendido deve ser um aterro sanitário comum aos municípios de Eunápolis e Porto Seguro, já devidamente enquadrado na nova lei dos resíduos sólidos em vigor.

Mas esse é apenas um dos exemplos do que pode vir por aí.

E é claro que essa unidade regional passa pelo apoio a candidaturas de deputados esatduais e federais afinados com essa estratégia.

É cedo para comemorar, mas pela primeira vez a Costa do Descobrimento pode aparecer no mapa geopolítico da Bahia. Porque os governos passam e a região fica sempre para segundo plano. 

Dessa vez, os prefeitos abriram o olho. 

SE QUEM BATE QUER VENDER, QUEM ELOGIA TÁ VENDIDO?

A presepada diária no rádio de Eunápolis (raras são as exceções) defendendo o prefeito Neto Guerrieri e atacando o ex-prefeito Robério repete a ladainha de que a imprensa que tá batendo quer vender "elogios".

Seguindo essa lógica, fica uma pergunta no ar: quem está elogiando ou não criticando já está vendido?

O resultado das últimas eleições - o próprio prefeito sabe disso - tanto em Eunápolis, quanto em Porto Seguro, provou que a rádio-presepada não acumula capital político nem serve pra ganhar eleição.


sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

JOÃO ALCIDES PARA DEPUTADO


Quem não tem cão, caça com gato.

O radialista João Alcides parece ser o único com voz para defender o prefeito de Eunápolis, Neto Guerrieri. 

Ficam calados os secretários de Comunicação, de Governo e companhia. Inclusive nada falam os nomes do PT que integram o time de Neto.

Alcides está diariamente nas rádios 98FM e 104 FM fazendo a sua pré-campanha para deputado, com apoio de Neto, Paulo Dapé e Cia.  

E assim, o radialista pré-candidato planta sua sementinha. 

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

RAPIDINHAS - EUNÁPOLIS

NOME DE OTTO ALENCAR OMITIDO
O jornalista Jackson Domiciano, do site A Gazeta Bahia, diz ter ouvido de uma fonte segura que o nome do vice-governador Otto Alencar foi omitido na promessa de asfaltamento da estrada da Colônia, feita pelo prefeito de Eunápolis, Neto Guerrieri. Por que Neto esconderia o nome de Otto?



15 DIAS E NADA ACONTECE
O prefeito Neto Guerrieri não consegue deslanchar nesse início de governo. Também pudera, algumas malas que ele escolheu para carregar estão mais pesadas do que o previsto.

EMPREITADA
Pela folha corrida dos primeiros empreiteiros contratados pela prefeitura de Eunápolis não vai fácil para o prefeito Neto ficar longe dos escândalos no futuro.

ESTELIONATÁRIO
Por falar em folha corrida, deve-se exigir antecedentes criminais para nomeados em cargos de confiança, assim como exige-se para servidor concursado. Vai ter gente sem poder continuar trabalhando com Neto.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

TEMPO NOVO NA PREFEITURA DE PORTO SEGURO, TEMPO DE RESPEITAR O PÚBLICO

O que fica claro nos primeiros dias do governo Cláudia Oliveira, em Porto Seguro, é que os governantes anteriores criaram um distanciamento padrão entre eles e o povo, evitando que a cúpula da prefeitura tivesse contato direto com o cidadão contribuinte, salvo claro, quando o contribuinte fosse pagar impostos.

O que se vê no gabinete de Cláudia, habilmente chefiado pelo experiente Josemar Siquara, é respeito, dinâmica e honestidade na relação com o público.

Não tem lenga-lenga, kaôs ou embromações. Pode não pode, tal data, aguarde, vamos resolver agora... O trato é direto.

E Josemar ainda conta com o apoio fundamental de Maurício Pedroza, que conquistou o coração dos portossegurenses pelo jeito sincero de tratar as coisas.

E claro que esse trabalho é coroado com o atendimento atencioso e proativo que a prefeita Cláudia vem praticando no seu gabinete, na Casa da Lenha. Já inaugurou um tempo novo na prefeitura. Tempo de respeito ao cidadão.

Ela herdou um abacaxi de caroço, uma terra arrasada, mas está descascando esse abacaxi com muita competência, arrumando a casa como pode e mostrando a Porto Seguro que realmente estava na hora de mudar a cultura política local.




GONTIJO NÃO É SANTO, NEM OS VEREADORES DEMÔNIOS


A queda de braço incentivada pelo prefeito Neto Guerrieri entre o secretário-professor de Saúde Mário Gontijo e os vereadores de Eunápolis não vai acabar bem.

Ou o governo Neto sofrerá desgastes irreparáveis logo no início ou o secretário perderá o cargo.

Isso porque Gontijo não é nenhum santinho e tem seus interesses focados na medicina privada, enquanto os vereadores sempre são corporativos e seus mandatos duram quatro anos, salvo flagrante desvio de conduta ou vacilo legal.

O sistema é bruto e não respeita o pensamento lúdico idealista.

Nem Gontijo tem razão em peitar o sistema sem negociar contrapartidas, nem os edis têm razão de usar o sistema de saúde pública da cidade como curral eleitoral, escancaradamente.

É preciso encontrar um meio termo.

Dizem que o inferno está cheio de boas intenções.






domingo, 13 de janeiro de 2013

FALHOU E DISSE II




Mário Gontijo está virando o secretário dor de cabeça do prefeito Neto Guerrieri. Mas era pra ser o da Saúde. Neto comprou gato por lebre.  Mas só vai descobrir mesmo quando passar a fase de botar a culpa na gestão passada e as deficiências do secretário-professor começarem a aparecer.

Agora, Gontijo dá outra versão para o começo desastroso da saúde: disse que não houve transição de governo porque Robério estava afastado.

Jogou sujo pra se livrar das críticas. Falta humildade ao bioquímico que gosta de ser chamado de "doutor" e vive dizendo que é "professor". 

Está na hora de saber realmente os motivos que fizeram o ex-prefeito Robério demitir Mário Gontijo da pasta da saúde. Ele disse que se demitiu, mas por que então ele voltou tão sedento de fazer as coisas funcionarem, como diz?

Aí tem.




sábado, 12 de janeiro de 2013

90% dos incêndios na Chapada são criminosos




A história comprova que são atos criminosos 90% dos incêndios que ocorrem na região do Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, cujo Vale do Capão arde em chamas há mais de uma semana.

O fogo já consumiu mais de mil hectares de mata nativa (cada hectare equivale a um campo de futebol).

Não chove forte na região há um ano e quatro meses. O fogo destrói a vegetação e mata os animais.

O governo só toma providências sempre que o fato ganha manchete na imprensa nacional. Aí se mobiliza e promete ações preventivas.

A mão humana ainda continua sendo a grande vilã. 

Geraldinho Alves



sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

FALHOU E DISSE

O secretário professor de Saúde de Eunápolis, Mário Gontijo, estreia a seção Falhou e Disse aqui no blog.

Ele disse em entrevista a rádio 98FM que vai fazer a saúde funcionar como no tempo do ex-prefeito Paulo Dapé. A declaração do ilustríssimo empresário bioquímico e professor pode revelar que Gontijo deve ter votado em Cordélia se for mesmo um admirador do trabalho de Dapé na saúde.

Ou talvez o mimo no dono da rádio 98FM seja uma estratégia para aliviar o lombo das criticas diárias que a emissora vinha fazendo às lambanças iniciais da sua gestão na pasta mais complicada do governo Neto.

Como disse o prefeito Neto na bronca que deu em Gontijo, ele foi nomeado para resolver o problema da saúde e não aumentar. Tomara que acerte, Eunápolis tá precisando.

Por mim, vou continuar com a opinião de que Saúde pública não é coisa pra dono de laboratótio cuidar, é conflito de interesses. Por sinal, no tempo de Paulo Dapé quem cuidava da saúde em Eunápolis era o saudoso Valdenor Cordeiro, dedicado profissional que defendia o SUS com unhas e dentes.

Quanto a saúde daquele tempo ser melhor do que a de hoje não dá pra comparar pela complexidade enfrentada hoje. É pura retórica essa comparação. É como comparar a selação brasileira de 1958 ou a de 1970 com a seleção de hoje. 

Temos muitos mais craques em campo, mas os adversários também tem e aprenderam a driblar, fazer gols e a marcar muito.

Sei que futebol não é saúde, mas hoje a demanda e transparência são outras, professor. Até as doenças aumentaram.

Geraldinho Alves


quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

DEMOCRACIA EM EUNÁPOLIS ESTÁ ADORMECIDA


A forte presença do PT no governo municipal com três secretários na gestão Neto Guerrieri, além de um vereador na base aliada na Câmara Municipal dá ao partido a oportunidade de contribuir de forma mais direta para o resgate da democracia em Eunápolis, que hoje está adormecida pela conveniência da sociedade.

Democracia não é apenas uma palavra bonita que os políticos adoram usar nos discursos.

Democracia é ampla participação popular nas decisões que afetam a vida das pessoas. E no caso de Eunápolis, fala-se muito em democracia, mas pratica-se muito pouco.

O fortalecimento dos conselhos municipais seria um bom começo para demonstrar a vontade política do novo governo de agir democraticamente. Conselhos chapa-branca são um atentado a democracia.

A prática da transparência com uma comunicação eficiente para dar publicidade dos atos do governo seria outra atitude louvável. Isso já foi prometido, mas o difícil é praticar.

OS CONSELHOS QUE DEVEM FUNCIONAR
Alguns conselhos são essenciais para consolidar a democracia:

Educação
Saúde
Meio Ambiente
Assistência Social
Segurança
Comunicação

E claro que além dos conselhos temos que ter um Legislativo atuante, independente. 

Vamos acordar a democracia em Eunápolis!





terça-feira, 8 de janeiro de 2013

NETO E ROBÉRIO ENTRE TAPAS E BEIJOS

Mesmo botando as manguinhas de fora logo nos primeiros dias de governo, o prefeito de Eunápolis, Neto Guerrieri, não quer bater de frente com o antecessor Robério.

Nem a Robério interessa abrir fogo agora, antes de ter votadas suas contas na Câmara, onde Neto mantém controle.

Neto teme ter que enfrentar no primeiro ano de gestão uma oposição roberista conhecedora do funcionamento da máquina e da política local. 

Assim, a dupla vai levando a vida entre tapas e beijos, como diz a música. E quem se meter nessa briga pode levar a pior.

sábado, 5 de janeiro de 2013

O RETORNO DE JEDI, REMASTERIZADO


O trio Paulo Dapé, Neto Guerrieri e Ronaldo Caletto pode voltar a decidir os destinos de Eunápolis como tentaram no final da década de 90.

O prefeito Neto Guerrieri e o deputado Ronaldo Carletto já articulam a inserção do ex-prefeito Paulo Dapé no novo círculo de poder.

Um dos sinais desse resgate é a rádio 98 FM, hoje voltada para continuar as críticas ao ex-prefeito Robério e aliviar as críticas ao novo governo.

Mas há muito mais em jogo. Nos bastidores a reconstrução do trio está bem avançada. 

Geraldinho Alves.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

RONALDO CARLETTO OCUPA O VÁCUO E ABRIGA NETO GUERRIERI

Robério errou nos cálculos e o deputado Ronaldo Carletto ocupou o espaço que fixou por falta de consistência no dito grupo político roberista.

Agora, Neto Guerrieri se abriga na sombra de Carletto.

O radialista João Alcides, porta-voz oficial de Neto, fala em auditoria nas contas de Robério. Não vai dar em nada porque os mesmos que ganharam muito dinheiro com Robério querem e devem ganhar muito dinheiro com Neto.

E o ex-prefeito Paulo Dapé já começa a se preparar para assumir o espaço que Neto reservou para o antigo chefe.

Eunápolis começa a voltar no tempo e resgatar 100% aquelas velhas figurinhas carimbadas. O PT local será o grande bobo da corte, ajudando a concretizar um plano macro cujo o DNA pode ser reconhecido olhando para a história.

Neto era pra ser o candidato natural a deputado estadual quando Dapé foi prefeito, depois viria candidato a prefeito e Robério não passaria de um grande empresário de trios elétricos.
Mas Dapé impôs o filho Júnior como candidato e rachou o grupo.

Neto chega a prefeitura trazendo superbonder. Quer colar os fragmentos. Vai tentar continuar a história de onde ela parou.

A política é como nuvens, ora estão alvas, ora carregadas.

O maior erro político de Robério foi o de subestimar o próprio grupo e fazer um estranho no ninho como sucessor.

Ronaldo Carletto está rindo a toa., enquanto Robério começa a encher os olhos de lágrima.

Geraldinho Alves